quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Hoje recebi uma mensagem que solicitava a um grupo de evangélicos que boicotassem a novela Caminho das Índias, da Rede Globo. Apesar de surpreso por tê-la recebido de quem foi, não a critico pois é um ato de sua fé.

Da minha parte, senti alguma necessidade de escrever a esse respeito. Sinceramente, acho que há um certo contrasenso. O que pode ser encarado como uma simples forma de entretenimento baseado em fantasia virou intolerância religiosa? Assistir uma novela que fatalmente não retratará com exatidão mínima os costumes e crenças indianos virou um ato profano?

E daí se eles cultuam deuses diferentes dos seus, ou do pastor/pregador que escreveu a mensagem original? Isso deve impedir que as pessoas assistam uma novela? Acho que o maior prejuízo que se pode ter assistindo televisão é uma possível alienação e a exposição de opiniões pré-formatadas para o público, que pode fazer com que alguns não desenvolvam um senso crítico adequado e aceitem argumentos sem contestá-los, mas, daí a acreditar que a influência da cultura indiana pode corromper o lar é um tanto extremista. Da última novela da mesma autora, a que falava sobre Marrocos, o que sobrou foi muita dança do ventre e expressões árabes (já esquecidas, inclusive), mas duvido que sequer 10 espectadores tenham se convertido ao islamismo por conta do que assistiram. Talvez até tenha feito alguns pensarem sobre poligamia e outros paradigmas deles, mas improvável ter ido além de alguns pensamentos logo descartados.

Seguindo o mesmo raciocínio, então nunca deveriam visitar a Bahia porque lá há uma quantidade razoável de pessoas que frequentam religiões de origem africana, como Umbanda e Candomblé. Também não devem ir para o Japão ou China, porque lá são budistas e xintoístas. Oras, se não podem assistir pela televisão, também não devem ir para esses lugares, uma vez que aí a influência seria muito maior do que a de simples espectador. Eles estariam convivendo com as pessoas, vendo pessoalmente seu dia-a-dia. Quem sabe até apreciando seu estilo de vida. Ah, certamente então não há pessoas que seguem a religião desse pastor nesses locais. Devem se mudar para não serem influenciados por outras crenças. Só sei de um "povo" que vivem em isolamento tal, os Amish, dos estados unidos, mas eles são um caso bem à parte. Será que solicitaram boicote à todos os canais de TV que expunham documentários sobre a cultura chinesa durante os Jogos Olímpicos do ano passado?

Não costumo criticar a fé de ninguém ou qualquer outra posição em relação a crenças pessoais, mas daí a espalhar uma mensagem para boicotar uma novela... por que nunca vi mensagens boicotando jogos de futebol? Há muito mais corrupção e violência em 90 minutos de jogo do que em uma semana inteira de novela. Por que nunca vi alguém boicotando filmes de ação ou de conteúdo erótico? Ou mesmo, boicotar novelas que mostram cenas abusivamente sensuais?

Só posso acreditar que haja um objetivo no tal boicote: diminuir a audiência da Globo e aumentar a de canais cujos sócios, patrocinadores ou anunciantes sejam da mesma religião dos "boicotantes" (existe essa palavra?).


Para quem se interessar, segue o conteúdo da mensagem que menciono. [ ]'s / *'s

Assunto: Pr Jonas Neves - Alerta dos missionários! - "Caminhos da India"
Amada Ovelha,Graça e Paz
Encaminho e-mail dos Missionários na Índia Paulo e Valdeti.
Ainda me recordo quando estava no Brasil me preparando para ir à Índia aquantidade de livros e artigos na internet que tive de estudar para não sertão ignorante da vasta cultura que teria de enfrentar pela frente.Percebi que por onde ia, difícilmente encontrava alguém que pudesse meadicionar algum conhecimento prático do que realmente é a Índia. E aindahoje para a maioria de nós brasileiros este sub-continente é um mistériocercado de lendas e mitos.
Quando cheguei a Índia, verifiquei que todo meu conhecimento vindo doslivros e horas na frente de um computador pouco me ajudaram. E hoje depoisde quase 4 anos neste país continuo um aprendiz, e cada vez mais me convençoque poderei viver aqui por décadas e não compreenderei toda esta diversidadeque me cerca..
Nos últimos meses tenho recebido e-mails e até mesmo ligações de pessoas devárias partes do Brasil empolgadas me contando da novela que a globo lançarácom uma estória baseada na Índia, com o título "Caminhos da Índia". Começeiinvestigar qual seria a trama da novela e quais seriam os pontos deexploração usados.
Não para minha surpresa descobri que será uma novela totalmente voltada paraa divulgação do hinduísmo no Brasil. Para quem não sabe, grande parte dapopulação da Índia é hindu. O hinduísmo é uma religião politeísta com seusmais de 33 milhões de deuses, que são adorados das mais diversas maneiras.
Quando o telespectador brasileiro ligar sua televisão para ver essa novela,estará abrindo as portas de seu lar, sua mente e coração para receber toda ainfluência do culto e adoração dado a estes deuses e seus mantras, rituais,sacrifícios e oferendas.
Óbviamente não posso escrever esta carta de uma maneira convincente a todosos telespectadores brasileiros, pois cada um acredita no que quer e ver erecebe o que bem entende.
Mas de uma forma bem específica posso alertar que nós os cristãoscomprometidos podemos fácilmente fazer com que essa novela seja umfracasso.O que não seria fazer passeatas, abaixo assinado, greve de fome,etc... Isso sinceramente não resolve nada. A forma mais simples e eficazseria primeiramente e principalmente sermos sinceros e sensatos e nãoassistirmos essa novela. Não conectarmos nossos televisores a este canal nomomento em que estiver no ar este proselitismo explícito da religião hinduem nossos lares. Não podemos compactuar com esta maldição que está prestes ainvadir nossas casas.
Não é hora de sermos hipócritas! Os evangélicos brasileiros são noveleirosSIM!!! Fiz questão de não trazer estatísticas para provar o que estoufalando. No fundo sabemos que o povo evangélico é um dos grandesresponsáveis pelo sucesso que as novelas "globais" e não "globais" fazem nopaís. Por que nós somos um dos principais consumidores desse lixo que évendido em nossos televisores 6 vezes por semana.
Somos mais de 35 milhões de evangélicos no país, se contarmos que somente10% deste número seja noveleiro ( o que acredito ser muito mais) e aderiremao boicote, serão mais de 3 milhões e 500 mil pessoas quenão assitirão estanovela e farão que ela seja um fiasco de audiência.
Conclamo vocês meus irmãos a não compactuarem com isso. Não sejamresponsáveis por tamanho mal a nossa nação, não seja um patrocinador da obrade satanás. Essa novela não pode trazer nenhum benefício para sua vida, pelocontrário estará contaminando o ambiente familiar de sua casa com mensagensdemoníacas e tão pouco servirá como uma fonte de conhecimento de outracultura. Não veja essa novela, faça que ela seja umfracasso e saia do ar.Nós temos a força, só basta fazermos nossa parte.
Repasse para todos os seus contatos cristãos. Unidos podemos.
Que o Senhor os dê graça e sabedoria.
Shakti.
Paulo e Valdeti Campos
Junta Menonita de Missões Internacionais
Sejam sempre abençoados!
"Em tudo dai graças...." I Tes. 5:18

2 comentários:

Rcbranco disse...

É meu amigo. A intolerancia não tem razão ser. Infelizmente faz parte do nosso dia-a-dia. Interessante reflexão. []os

Nadia Fialho disse...

Concordo em gênero, número e degrau!! Se tem uma coisa, hoje, que eu sou intolerante, é sobre religião. Ela, ao invés de unir as pessoas, só separa...